22 janeiro 2006

Cinco Euros para Votar

Estive a fazer contas (como desempregado aprendi a fazer imensas contas. É impressionante como se consegue esticar o fundo de desemprego. Será que poderíamos pedir a um contabilista desempregado para fazer o Orçamento de Estado? De certeza que o dinheiro esticaria e muito. Púnhamos o défice em ordem num instante!).

OK, estive a fazer contas. Será que votar vale cinco euros? Porque esse era mais ou menos o dinheiro que iria gastar em gasolina para ir assentar a minha cruz (eu morava noutro sítio, antes de vir para aqui. O casamento muda-nos a vida!). Tudo porque ainda não tive tempo (leia-se paciência) para ir tratar do cartão de eleitor.

Sei que não é uma boa atitude de cidadão, aliás eu até acredito que mais vale um voto em branco que uma abstenção. Mas a distância, o dinheiro e o tempo que iria gastar (mais ou menos uma hora e meia de ida e volta, já a contar com o encontrar um lugar e achar a mesa de voto) e o transtorno que iria causar à minha mulher e filha, fez-me pensar que não valia a pena.

Agora que soube os resultados… fiquei arrependido. Não é que achasse que iria mudar alguma coisa (porque as eleições foram feitas para a vitória do Cavaco!), mas fica sempre aquela sensação de impotência...

Entretanto, fiquei a descobrir (graças ao meu talento inato de fazer pesquisas na Internet) que as mulheres dominam a organização de festas dos primeiros aniversários das crianças (a minha faz um ano dia 21 de Fevereiro… Já tinha dito? Ups…)

Então e os pais? Porque é que não há revistas que dão dicas para os pais? Nós também estamos lá na festa, a filha também é nossa, porque tem que ser as nossas mulheres a organizar tudo? (ATENÇÃO: eu confio na minha mulher, achei foi injusto o resultado das minhas pesquisas. Cada vez mais, acredito que os pais em casa, apesar de minoria, são mal vistos pelas revistas femininas…)

1 Comments:

Blogger Luís Humberto Teixeira said...

Não gastavas menos indo de comboio?
Como tens a estação tão perto de casa e da mesa de voto... :-)

02 fevereiro, 2006 11:04  

Enviar um comentário

<< Home